Clube de militares supera até dengue

Avenida Brasil 26-01-2019 11:45
Por João Almeida Moreira

A Copa São Paulo de futebol júnior, conhecida como Copinha, terminou ontem, dia da fundação da cidade de São Paulo. Mas, dada as características da prova, com centenas de clubes e milhares de atletas, são os anónimos vencidos que rendem as melhores histórias. Como o Galvez, do Acre, que depois de eliminado pelo Palmeiras se viu sem dinheiro para voltar para a sua (longínqua) casa - o verdão pagou a viagem. Fundado em 2013 por militares, o presidente é coronel, o vice é cabo, o treinador é subtenente. Na preparação para a prova, superou uma virose e surtos de sarampo e dengue. E chegou aos 16 avos de final.

E evangélicos sem local para treinar 

Se o Galvez foi fundado por militares, o Visão Celeste (como o nome sugere) nasceu numa igreja. Criado em 2010 por pastores evangélicos da cidade de Parnamirim, arredores de Natal, no Rio Grande do Norte, tem como objetivo passar a palavra de Deus aos seus atletas. Sem estádio nem campo para treinar na sua cidade, passou três meses na região de São Paulo a habituar-se ao clima do estado onde a prova se disputa, e chegou ainda mais longe que o Galvez: caiu só nos oitavos de final para o Corinthians, que, depois de lhe aplicar inclementes 8-0, copiou o rival Palmeiras e pagou a viagem de regresso do Visão Celeste para casa. 

Raio atinge estádio e jogador desmaia

Apesar do gigantismo geográfico, o Brasil não tem falhas sísmicas, como tantas regiões do mundo, e é imune às tempestades e furacões que atormentam, por exemplo, a metade norte e central do continente americano. No entanto, é o país com mais trovoadas e mortes por raios do planeta. Que o diga Henrique, zagueiro do Água Santa, que desmaiou após um clarão extraordinário durante o jogo da Copinha com o Atlético Mineiro. «Deixei de ver por uns instantes e caí no chão», disse, já depois de ter sido levado em ambulância e atendido no hospital. Salvou-se apenas porque o Estádio Inamar tem um pára-raios que absorveu a descarga elétrica.      
 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias