Gabriel trocado por Cuéllar à última hora

Avenida Brasil 07-09-2019 09:55
Por João Almeida Moreira, correspondente no Brasil

Os últimos dias de mercado têm com cada uma. O Al Hilal, da Arábia Saudita, contratou o médio Gabriel, do Corinthians, depois de cancelada a novela da transferência do colombiano Cuéllar, do Flamengo de JJ. Mas quando chegou de malas e bagagens ao Médio Oriente, Gabriel soube pela voz dos contratantes que afinal Cuéllar e o mengão haviam aceite as condições e agora já não precisavam dele. Irritado, foi logo acalmado: recebeu 100 mil euros de indemnização na mão e uma viagem de jato particular de regresso ao Brasil. Os adeptos do timão adoraram.


Evandro Goebel quase foi tenista profissional
Jogador com interessante passagem pelo Estoril e pelo FC Porto, o médio Evandro Goebel, hoje no Santos de Jorge Sampaoli, tornou-se futebolista quase por acaso. Aos nove anos, ele era o número três do ranking de ténis de Santa Catarina, o estado em que nasceu, e só aos 11 anos, já depois de se ter deixado encantar pelo futebol como gandula, isto é, apanha bolas, do Athletico Paranaense, é que decidiu trocar a bolinha amarela pela de couro. No Santos vem-se destacando pela perícia nos remates de primeira - uma espécie de passing shots. 


Juanfran é o ' João' de Everton Cebolinha
Garrincha chamava todos os defesas a quem fazia a vida negra e a cabeça em água de João, fossem eles do Flu, do Fla, do Vasco, os rivais do seu Botafogo, ou da seleção da Suécia e da Checoslováquia, que o seu Brasil bateu nas finais dos Mundiais de 1958 e 1962. Everton Cebolinha, o craque do Grêmio, também não deve saber o nome do consagrado lateral do São Paulo, Juanfran, a quem passou a  bola entre as pernas num lance repetido à exaustão. «Juanfran foi de garfo mas levou sopa», como se diz no Brasil. E sopa de Cebolinha.    
 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias