Incêndio tirou a vida de guarda-redes promissor que já era alvo de clubes europeus

Flamengo 08-02-2019 16:42
Por Bruno Andrade

Christian Esmério foi a primeira vítima fatal identificada oficialmente no incêndio no Ninho do Urubu, centro de estágio do Flamengo, que nesta sexta-feira acabou por tirar a vida de dez pessoas e deixou ainda outras três feridas. O guarda-redes de apenas 15 anos era um dos atletas mais promissores da formação do Rubro-Negro.

Já na mira de clubes da Europa, o jovem guardião colecionava passagens pelas seleções inferiores do Brasil (sub-15 e sub-17), tendo inclusive participado de um período de integração com a seleção principal, no fim do ano passado, quando conheceu e tirou fotos com o selecionador Tite.

Pessoas próximas a Christian relataram a A BOLA que ele era um miúdo muito ligado aos familiares, alegre, religioso e que curtia "todo e qualquer momento dentro do futebol".  

«Tive o prazer de conhecer [o Christian Esmério] bem pequeno, e sempre soube da luta dessa família em busca do sonho. Que Deus possa confortar todos vocês e todos os que infelizmente estavam na tragédia», escreveu o avançado brasileiro Paulinho, formado no Vasco do Gama e que hoje representa os alemães do Leverkusen, no Twitter.

Em abril do ano passado, poucos dias depois de sagrar-se campeão da Nike Premier Cup Sub-15 com o Flamengo, o guarda-redes deu uma declaração emocionante, que, republicada nas redes sociais nesta sexta-feira, tem emocionado torcedores de diversos clubes. 

«Não perca a essência, que é a humildade. Seja sempre simples, seja você e não mude por ninguém, porque você vai ser 'o cara' ainda», destacou Christian, em entrevista ao canal F4L, no YouTube.

*Texto escrito em português do Brasil

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias