Venda do Estádio Municipal de Braga vai a referendo após as legislativas

SC Braga 11-02-2019 15:45
Por Pascoal Sousa

Ricardo Rio, edil da Câmara Municipal de Braga, anunciou esta segunda-feira em conferência de Imprensa, que irá realizar um referendo local para os munícipes decidirem sobre a venda do Estádio Municipal de Braga.

A decisão do autarca surge na sequência da penhora das contas da Câmara no início de fevereiro, por parte do consórcio ASSOC. A penhora, por dívida de quatro milhões de euros, será solucionada em breve, estando previsto que a Câmara pague o valor em prestações.
 

A questão de fundo tem a ver com a extraordinária derrapagem orçamental decorrente da construção do recinto que foi um dos palcos do Euro-2004. O custo previsto para erguer a obra era de 65 milhões de euros, mas a conta vai já nos 165 milhões de euros e irá chegar aos 185 milhões de euros.

Recorde-se que na parceria entre câmara e SC Braga, o clube minhoto tem o usufruto do espaço até 2030. Depois dessa data, Rio admite recuperar o Estádio 1.º de Maio e dotá-lo de condições para no futuro «ser a casa» dos bracarenses.

Existe, contudo, um problema: quem quer comprar o Estádio Municipal? «É uma obra de arte, e ativo a considerar para determinado tipo de investidores porque tem possibilidades de reconversão», defendeu.

O referendo será convocado «logo após as eleições legislativas», informou Ricardo Rio, explicando que a alienação do Estádio não estava prevista «no programa eleitoral» e que por isso uma decisão desta natureza precisa de ser «legitimada» pelos munícipes.

«É uma derrota política. os bracarenses entendem que a Câmara deve tranquilamente a assumir os erros de quem os cometeu», disse. A autarquia vai ainda trabalhar um caderno de encargos para avançar com a alienação, se for esse o desejo manifestado em referendo pelos munícipes.

Ler Mais
Comentários (108)

Últimas Notícias