Pelé despede-se de Banks: «Descansa em paz, meu amigo»

Inglaterra 12-02-2019 15:50
Por Redação

O antigo astro brasileiro e um dos melhores jogadores de sempre no mundo do futebol, Pelé, lamentou, esta terça-feira, a morte do ex-guardião Gordon Banks, aos 81 anos.

O Rei do futebol mundial partilhou uma foto com Banks, onde escreveu «Descansa em paz, meu amigo».

Já na sua página de Facebook, Pelé partilhou uma carta que escreveu sobre Banks.

Leia a carta: 

«Para muitas pessoas, a memória de Gordon Banks é definida pela defesa que fez contra mim em 1970. Entendo o motivo. Foi uma das melhores que já vi, na vida real e em todos os milhares de jogos que assisti.

Quando se é jogador de futebol, sabe-se imediatamente como se acertou na bola. Eu acertei a cabeçada exatamente como esperava, exatamente onde eu queria que a bola fosse. Estava pronto para comemorar.

Mas este homem, Banks, apareceu no meu caminho, como uma espécie de fantasma azul, é como eu o descrevi. Ele veio do nada e fez algo que eu achava eu não era possível. Ele defendeu. Eu não consegui acreditar no que vi naquele momento. Mesmo agora, quando assisto, não consigo acreditar. Ele conseguiu agir com muita rapidez.

Eu marquei tantos golos na minha vida, mas muitas pessoas, quando me conhecem, falam-me sempre deste lance. Embora fosse realmente fenomenal, a minha memória de Gordon não é definida por isso, é definida pela sua amizade. Ele era um homem gentil e caloroso que dava muito para as pessoas

Descanse em paz meu amigo. Sim, tu eras um guarda-redes mágico. Mas também foste muito mais do que isso. Tu eras um ótimo ser humano».

Recorde-se que Banks fez a chamada 'Defesa do Século', num jogo contra o Brasil, na primeira fase do Mundial de 1970, no México. O guardar-redes impediu que uma cabeçada de Pelé balançasse as redes inglesas, num lance inédito e quase impossível de ser defendido. 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias