As razões da ‘explosão’ de Seferovic em Frankfurt

Benfica 20-04-2019 11:29
Por Gonçalo Guimarães

Foi uma das imagens mais marcantes após a eliminação do Benfica: Haris Seferovic, avançado suíço de 27 anos, a vociferar, aparentemente na direção dos companheiros, alguns dos quais rodeavam o árbitro italiano Daniele Orsato para reclamarem da irregularidade do primeiro golo do Eintracht, assinado por Kostic, aos 36 minutos.


A que se deveu, afinal, a ira de Seferovic? A BOLA foi à procura de respostas e uma das fontes garante-nos que o avançado confidenciou no final que a sua revolta era também com o árbitro (ou, pelo menos, começou por aí), tendo mesmo ficado insatisfeito com a versão de que o problema seria com os companheiros de equipa, como as imagens sugeriam.
Nessa altura, mantendo o tom irritado, estaria a transmitir aos companheiros que já não valia a pena tentar conversar com o juiz, que o mal já estava feito e não podia ser remendado, sendo por isso hora de agradecerem aos cerca de três mil adeptos encarnados que estiveram no estádio a apoiar a equipa até ao fim.


Outra fonte contactada pelo nosso jornal vinca que não existiu, na verdade, um alvo específico, antes uma descarga emocional pela frustração da eliminação, tudo agravado pelo facto de tal ter acontecido num palco que bem conhece, ou não tivesse jogado durante três anos no emblema alemão, antes de transferir-se para a Luz, no verão de 2017. Chamar os companheiros para irem agradecer aos adeptos terá sido, então, a forma que encontrou para continuar a libertar essa frustração.


Acresce a esta equação, ainda segundo apurámos, o jogo ingrato que Seferovic teve pela frente e a consciência da exibição pouco conseguida da equipa, mas em nenhum momento o internacional helvético, sempre um jogador correto, no balneário e no campo, apontou o dedo aos restantes jogadores pela derrota e eliminação às mãos do Eintracht.


Depois de muito insistir, Seferovic lá conseguiu que os seus companheiros, ainda que a conta-gotas (alguns deles ainda ficaram mais algum tempo a pedir satisfações ao árbitro), fossem bater palmas aos incansáveis adeptos. Ele foi o primeiro.

Ler Mais
Comentários (16)

Últimas Notícias