Guarda-redes que matou ex-namorada com proposta para voltar a jogar

Brasil 14-08-2019 10:55
Por Redação

Bruno Fernandes, antigo capitão do Flamengo, foi preso em 2010 e condenado em 2013 a 20 anos e 9 meses de prisão pelo homicídio da ex-namorada, Eliza Samúdio, e pelo sequestro do filho.

Em 2017 foi libertado e voltou a jogar futebol, mas a liberdade do guarda-redes acabou por ser revogada e voltou à prisão até este ano, quando lhe foi concedido um regime semiaberto.

Bruno cumpre a pena em regime domiciliário semiaberto há cerca de um mês e tem uma proposta para voltar a jogar.

Paulo César da Silva, presidente do Poços de Caldas, clube da 3.ª divisão do campeonato mineiro, confirmou ao jornal brasileiro ‘Globoesporte’: «Sim, é verdade, o Bruno é a nova contratação do Poços de Caldas Futebol Clube. Ele vai assinar o contrato no dia da apresentação, que deve ocorrer dentro de uns seis dias. Estamos a construir o grupo e a fazer outras contratações.»

«Provavelmente começa a treinar já na próxima semana, ele só precisa de algumas autorizações, coisas que precisam de ser combinadas, mas já é reforço do clube», garante o dirigente.

Ler Mais
Comentários (8)

Últimas Notícias