Vinícius Júnior, Martin Odegaard e… Cristiano Ronaldo (e Alex Ferguson)

Opinião de José Manuel Delgado 20-07-2018 19:20
Por José Manuel Delgado

Vinicius Júnior, 18 anos, foi apresentado no Santiago Bernabéu e é visto como uma grande esperança na «Casa Blanca». Porém, se até agora foram cumpridas todas as etapas do sonho deste jovem brasileiro, a partir deste momento vão começar as verdadeiras dificuldades. A começar pelo Real Madrid, clube mais vocacionado para comprar feito, a quem tem faltado paciência para deixar crescer os talentos que têm saído das suas escolas e não só. Veja-se o caso de Martin Odegaard, jovem norueguês que chegou a Madrid rotulado de última coca-cola no deserto e tem passado por inúmeras provações, primeiro na filial dos merengues e agora num clube de média dimensão na Holanda, o Heerenveen, sem que neste tempo todo houvesse uma aposta clara que lhe desse a oportunidade de brilhar entre os galácticos madridistas.

O Real Madrid pagou por Vinícius Júnior, que recebeu críticas muito encorajadoras no Brasil e é visto como um futebolista de enorme potencial, a astronómica quantia de 45 milhões de euros. Hoje em dia, de tal forma anda o mercado na Europa, poderá dizer-se que basta ser acima da média para poder valer isso. Contudo, o clube presidido por Florentino Pérez  adquiriu apenas os direitos desportivos de um projeto de jogador e não de um craque já feito e tem agora em mãos o desafio supremo de fazê-lo crescer até ao limite do seu potencial. E é por se conhecer a filosofia imediatista do Real Madrid que se aguarda com muita curiosidade pelos próximos tempos. Os campões da Europa vão aplicar a frieza do método-Odegaard a Vinícius Júnior, ou vão, ao invés, pôr os olhos no trabalho exemplar que sir Alex Ferguson fez com Cristiano Ronaldo, quando este, com 18 anos, trocou Lisboa por Manchester e Alvalade por Old Trafford?

JOSÉ MANUEL DELGADO,

Diretor Adjunto do jornal A BOLA  

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias